Vitamina D e coronavirus






VITAMINA D E CORONAVÍRUS ⠀ ⠀

Estudo preliminar foi publicado na Índia, avaliando possível efeito dos 25-hidroxivitamina D (25(OH)D) em pessoas idosas infectadas pelo COVID-19, com o objetivo de avaliar a hipóteses de que a substância tem um efeito protetor. Assim, foi realizado um estudo retrospectivo em 2 centros médicos do Sul da Ásia. ⠀

O estudo observacional avaliou os prontuários de 176 pacientes, com idade acima de 60 anos, infectados pelo Covid-19 que apresentavam relato dos níveis de 25(OH)D. Foi relatado que a maioria dos pacientes apresentavam níveis abaixo de 30 ng/ml da substância, eram homens e tinham diabetes. Observou-se que as pessoas que apresentavam esses níveis reduzidos da Vitamina D foram classificadas como casos severos da doença. ⠀

Como pode ser observado na imagem ( → passe para o lado), os desfechos mais severos foram observados nos pacientes com níveis reduzidos de 25(OH)D. A teoria é de que os baixos níveis da substância podem aumentar a morbidade dos pacientes. ⠀

Apesar de ainda ser um estudo observacional, os efeitos benéficos da Vitamina D já são bem esclarecidos em estudos clínicos, apesar da heterogeneidade. Ainda são necessários mais ensaios clínicos para avaliar melhor o efeito da 25(OH)D no prognóstico da infecção pelo SARS-Cov-2. No entanto, como estamos em um momento de grandes incertezas, conclusões como estas mostradas em tal estudo são muito importantes para a prática clínica, uma vez que manter a vitaina D em níveis adequados não tem risco algum então não há problemas em implementar essa medida. Já dosou a sua?⠀

Fonte: Glicio, El James, Vitamin D Level of Mild and Severe Elderly Cases of COVID-19: A Preliminary Report (May 5, 2020). Available at SSRN: https://ssrn.com/abstract=3593258⠀

MAIS TEXTOS