Vitamina D e Câncer de mama




A Vitamina D é comprovadamente protetora para alguns tipos de #câncer, dentre eles, o câncer de #mama. Apesar das pesquisas mostrarem essa relação, o mecanismo associado com essa proteção ainda é incerto.⠀

Um relato de caso publicado na Europa mostrou como essa influência da #VitaminaD pode ser positiva e, melhor ainda, quando associada à dieta #cetogênica. O artigo descreve uma mulher de 37 anos que apresentava recidivas de câncer de mama com realização de tratamentos químico e cirúrgico.⠀

Em recidiva de adenocarcinoma previamente operado e irradiado, a paciente realizou suplementação de Vitamina D e dieta cetogênica durante três semanas prévias ao tratamento cirúrgico. A mulher administrou, por conta própria, altas doses orais de Vitamina D3 (10000 UI/dia), além de manter rígida dieta restrita em carboidratos.⠀

O #tumor da paciente apresentava receptores de estrogênio positivo (HER2), os quais, geralmente, indicam maior malignidade. Com isso, após a retirada cirúrgica do tumor, foi feita nova análise de tais receptores. Os marcadores biológicos mostraram redução dos receptores HER2, o que ocorreu, provavelmente, devido ao uso da vitamina D e da dieta cetogênica. ⠀

Novas pesquisas são essenciais para comprovar tal efeito, uma vez que esse tipo de associação positiva pode ser muito importante para auxiliar no tratamento dos tumores malignos de mama.

MAIS TEXTOS