Sintomas de diabetes - Parte 4 (final)




Vamos para a parte final da nossa série sobre #sintomasdediabetes!

9. Lesões na pele ou erupções cutâneas: esses e outros problemas de pele podem ser um sinal de alerta precoce de diabetes.

Várias condições da pele - incluindo xantomatose eruptiva, necrobiose lipoídica e dermopatia diabética - são caracterizadas por erupções cutâneas com coceira ou bolhas dolorosas que aparecem quando o açúcar no sangue está muito alto.

Embora o mecanismo preciso por trás desses e de outros distúrbios da pele em pessoas com diabetes não seja claro, o nível elevado de açúcar no sangue pode levar à inflamação e interferir na capacidade de cultivar novas células saudáveis da pele para substituir as antigas.


Uma grande revisão de estudos existentes descobriu que entre 51 e 97% das pessoas com diabetes em todo o mundo tinham algum tipo de distúrbio de pele relacionado à doença.


10. Infecções do trato urinário (mulheres):

você tem experimentado infecções fúngicas ou infecções do trato urinário com mais frequência ultimamente? Infecções frequentes podem ser um sinal de alerta precoce de diabetes, com infecções fúngicas e infecções do trato urinário entre as mais comuns.


O alto nível de açúcar no sangue pode estimular o aparecimento de cândida (o fungo responsável pelas infecções vaginais por leveduras) e de vários tipos de bactérias que podem causar infecções do trato urinário. Além disso, níveis elevados de açúcar no sangue podem diminuir a função imunológica, tornando seu corpo mais suscetível a essas infecções.


11. Disfunção erétil (homens):

nos homens, um dos primeiros sinais de diabetes pode ser dificuldade na função sexual. Alto nível de açúcar no sangue pode afetar os nervos e vasos sanguíneos que levam aos órgãos reprodutivos, resultando em disfunção erétil.


Estudos sugerem que homens que têm diabetes podem ter de três a cinco vezes mais chances de ter disfunção erétil do que outros homens.

MAIS TEXTOS