O que é a síndrome dos ovários policísticos?




Você já ouviu falar da SOP?🤔⠀

Do ponto de vista clínico, a síndrome dos ovários policísticos (SOP) tem se destacado como uma das desordens endócrinas mais comuns na idade reprodutiva e sua prevalência varia de 6% a 10%.⠀

A sua etiologia ainda permanece uma incógnita, tendo em vista que vários fatores devem estar envolvidos na sua gênese. A sua relação com os desvios do metabolismo lipídico e glicídico tem sido alvo de muitos estudos, pois hoje a SOP é olhada como uma doença metabólica, com todas as suas implicações. O foco deixou de ser exclusivamente o sistema reprodutor, mas sim o organismo como todo, o que tem levado ao interesse e preocupação de outros profissionais da saúde sobre estas pacientes.⠀

Vários fatores têm sido implicados na etiopatogenia da SOP, havendo componentes genéticos envolvidos, fatores metabólicos pré e pós-natais, distúrbios endócrinos hereditários, como a resistência à insulina e o diabetes mellitus tipo II (DMII), e fatores ambientais (dieta e atividade física). A figura no carrossel representa resumidamente os possíveis fatores envolvidos na gênese desta síndrome.⠀

Em relação aos possíveis sintomas temos: menstruação irregular, aumento do hormônio masculino no corpo que leva ao crescimento de pelos na face e no corpo, o aumento do peso, a acne, alopécia e até a infertilidade. É muito comum a acantose (escurecimento das axilas, pescoço e virilhas). Falaremos disso no próximo post da série.⠀

É importante esclarecer que a SOP pode manifestar-se de diversas formas. Portanto, o tratamento é individualizado atendendo às necessidades de cada mulher !!⠀

Por isso, é fundamental procurar ajuda de um profissional ok? 😉⠀

Créditos: Federação Brasileira de Associações de Ginecologia e Obstetrícia

MAIS TEXTOS