Manipulação da epidemiologia nutricional



Recentemente, foi publicada uma notícia sobre estudo de um grupo de pesquisa de Harvard afirmando que a #dietavegana poderia ser vantajosa para prevenção Diabetes tipo II. A pesquisa foi realizada por autores que criticam fortemente as dietas com carnes. Foi uma revisão sistemática e meta-análise DE ESTUDOS OBSERVACIONAIS (O que não transforma eles em ensaios clínicos randomizados). Esse tipo de colocação, vindo de uma instituição respeitada, pode influenciar muito a opinião das pessoas, principalmente, por não entenderem o que está por trás dessas notícias. Primeiramente, o artigo não é baseado em dietas veganas, mas sim plant-based (entravam ovos e derivados de leite em vários dos estudos). Os vegetais ingeridos apresentavam baixas quantidades de amido, ou seja, baixa quantidade de carboidratos (Nem sempre dietas plant-based são assim). Além disso, eles ressaltam que o estudo faz um comparativo entre grupos que se alimentam muito mal (ex: fast-food) com aqueles da dieta plant-based, o que favorece ainda mais um resultado positivo. Ademais, o grupo de plant-based tinha menos pacientes sedentários, menos fumantes e mais pacientes com melhor condição socioeconômica.


Isso reforça ainda mais a ideia da manipulação existente quando grupo de pesquisadores têm uma convicção dietética ou de estilo de vida. Passam a "deixar batido" vários fatores que podem alterar o resultado, desde que confirme o que pensam. Isso é confundir crença com ciência. Deveriam ter dividido os participantes igualmente nos outros fatores de risco, como a atividade física e condição sócio-econômica, que sabidamente influenciam no risco de diabetes. "Torture os dados", que eles darão o que você quiser... novamente ....estudos observacionais.


Minha opinião: Dá pra fazer low carb ovo-lacto vegetariana e não ter diabetes, basta ser low carb! 🥑🍳🍓🥦🥥


MAIS TEXTOS