LDL, quanto mais baixo, melhor?




Atualmente, muitos profissionais da saúde entendem que quanto menor o LDL, melhor é a saúde do pessoal... já que eles acreditam que quanto maior LDL, maior o risco de infarto – o que é totalmente discutível e existem muitas controvérsias. Esse estudo observacional não pode bater o martelo, MAS é um alerta, uma hipótese que PRECISA SER CONFIRMADA ANTES QUE AS PESSOAS BAIXEM O LDL ACHANDO QUE NÃO HAVERÁ CONSEQUÊNCIA NENHUMA. Então fica a dica para que haja um pouco mais de bom senso na hora de avaliar o LDL, o tratamento e as metas terapêuticas recomendadas. 😉

Um estudo observacional (coorte) prospectivo publicado pela Academia Americana de Neurologia avaliou a associação entre a concentração de lipoproteína de baixa densidade (LDL) e o risco de hemorragia intracerebral.

O estudo incluiu 96043 participantes com idade média de 51,3 anos. Os pacientes foram avaliados desde 2006, época em que não haviam sido vítimas de nenhum tipo de infarto cardíaco, acidente vascular encefálico ou câncer.


A medição da concentração sanguínea do LDL foi realizada em 2006, 2008, 2010 e 2012, sendo calculada a média da soma total dos valores encontrados. Já a incidência de hemorragia intracerebral foi avaliada pela análise de prontuários médicos.Durante 9 anos de acompanhamento, foram encontrados 753 casos de hemorragia intracerebral.

O risco da hemorragia foi semelhante entre pacientes com concentrações entre 70 a 99 mg/dL e com ≥ 100mg/dL. Já os participantes com concentrações MENORES que 70 mg/dL apresentaram maior risco de hemorragia intracerebral quando comparados com aqueles entre 70 a 99 mg/dL. Concentrações entre 50 e 99 mg/dL mostraram 65% maior risco e <50 mg/dL 169% maior risco.

O estudo concluiu que concentrações MENORES de LDL estão associadas com maior risco de hemorragia cerebral. Esse tipo de informação pode auxiliar em um melhor planejamento preventivo para evitar eventos desse tipo em pacientes com maiores riscos. 🌻

MAIS TEXTOS