Ficou diabético aos 30 anos de idade?




Você estava com muita sede, urinando bastante e várias vezes durante o dia e à noite, fome excessiva, grande perda de peso em pouco tempo, cansaço e fraqueza. A sua glicose subiu e os médicos disseram que você estava diabético, que pela idade seria tipo 2 e te passaram metformina. CUIDADO: você pode ter, na verdade, LADA!


Tal como diabetes do tipo 1, o LADA (Latent auto-immune diabetes of the adult - diabetes auto-imune latente do adulto) envolve a destruição quase completa das células beta produtoras de insulina pelo próprio sistema imunitário do corpo. Alguns pesquisadores categorizam LADA como um subconjunto de diabetes tipo 1, enquanto outros pensam nisso como simplesmente uma estação de passagem no continuum entre diabetes tipo 1 e diabetes tipo 2. Outros cientistas não acreditam que é uma doença separada em tudo, inclusive porque existe um auto-anticorpo frequentemente detectado nos exames de sangue (ANTI-GAD) dos pacientes com LADA. É muito importante diferenciar entre os tipos de diabetes e solicitar os anticorpos. Ter muita sede, urinar bastante e várias vezes durante o dia e à noite, fome excessiva, grande perda de peso em pouco tempo, cansaço e fraqueza são sintomas de auto-imunidade no diabetes (Diabetes tipo 1 nas criaças e adolescentes e LADA nos adultos).


A dosagem no sangue do anti-GAD pode mostrar níveis altos desse anti-corpo ou níveis mais baixos, e isso é muito importante na hora de decidir o tratamento (insulina desde o início ou não). Pacientes com altos títulos de ANTI-GAD podem ser beneficiados, retardando a falência das células-beta, com a insulinização precoce e evitando-se o uso de drogas orais. Em oposição, pacientes com baixos títulos de ANTI-GAD aparentemente não teriam prejuízos em serem conduzidos da mesma forma que pacientes portadores de diabetes tipo 2 (DM2) (ANTI-GAD negativos).


NÃO FIQUE NA DÚVIDA, PROCURE UM ENDOCRINOLOGISTA COM EXPERIÊNCIA EM DIABETES!

Posts Em Destaque
Posts Recentes