Dieta Paleo e tireoide de hashimoto




A tireoidite de Hashimoto é uma doença auto-imune que é importante causa de hipotireoidismo. Nessa doença, o próprio organismo produz anticorpos contra a tireoide, o que causa a inflamação e disfunção da glândula.


Foi publicado um estudo nos Estados Unidos, mostrando tratamentos alternativos, além da reposição hormonal por medicamentos, para a doença. Assim, o estudo avaliou a influência da dieta na melhora da qualidade de vida, de sintomas clínicos e da função tireoidiana dos pacientes com tal doença.


O estudo foi composto por 16 mulheres com Tireoidite de Hashimoto com idade entre 20 e 25 anos e com IMC <30. As pacientes foram submetidas, durante 10 semanas, ao Protocolo Autoimune, com mudanças de estilo de vida. O protocolo seguiu 5 critérios: ·Consumo de micronutrientes essenciais para a tireóide na DIETA (ex: Iodo); ·Eliminação de alimentos com baixo valor nutricional (processados, fariináceos, e alimentos ricos em açúcar etc-dieta foi paleo); ·Acompanhamento rígido com profissionais especializados; ·Participação em grupos de apoio para compartilhamento de experiências; ·Histórico de evidência de bons resultados com a mudança de estilo de vida.


A dieta proposta é inspirada na dieta Paleolítica, onde retiramos todos os grãos e farinhas de grãos, açúcar e qualquer alimento industrializado ou processado.

Os resultados foram muito positivos. Por meio da análise de questionários e exames de sangue foi observada uma melhora de diversos parâmetros. As mulheres aprimoraram funcionalmente e emocionalmente, com melhora no bem-estar e na vitalidade. Além disso, houveram melhoras em marcados inflamatórios. Em níveis hormonais não foram observadas mudanças.


Assim, mais uma vez, as dietas sem alimentos processados vêm ganhando mais evidência de eficácia, não só para a perda de peso, mas para melhora de sintomas e qualidade de vida.

MAIS TEXTOS