Depressão e dieta cetogênica




A dieta cetogênica é uma das formas de tratamento médico para controlar convulsões em pessoas com epilepsia, e é amplamente pesquisada como opção para outros fins como perda de peso, tratamento do diabetes tipo 2 e nos últimos anos o que vem também despertando grande interesse entre médicos e profissionais de saúde é a relação entre uma dieta cetogênica e a melhoria da saúde mental.⠀⠀

⠀⠀

Muito se pesquisa sobre até que ponto uma dieta cetogênica pode ser benéfica para pessoas que foram afetadas pela depressão, que está se tornando cada vez mais comum e é um transtorno grave que causa sintomas igualmente graves, que afetam a saúde física e mental de uma pessoa. Muitos fatores podem contribuir para o desenvolvimento de sintomas de depressão.⠀⠀

⠀⠀

Genética, problemas pessoais e certos medicamentos podem desempenhar um papel, mas, como a depressão é uma doença extremamente complexa, não existe uma resposta simples que sirva para todos. ⠀⠀

⠀⠀

Vários estudos mostraram que a depressão pode estar também associada a um risco aumentado de epilepsia (Bostock, Kirkby & Taylor, 2017). Interessante também é observar que vários anti-convulsivantes são utilizados nos transtornos de humor (por exemplo, temos valproato, pregabalina, lamotrigina, topiramato). Subentende-se que pode haver vias metabólicas semelhantes na raiz de ambos os problemas.⠀⠀

⠀⠀

A eficácia das terapias antidepressivas tradicionais é frequentemente pesquisada em estudos de modelos animais, mas até agora só houve alguns estudos com ratos sobre a eficácia de um tratamento cetogênico e alguns em humanos para transtorno bipolar, anorexia e esquizofrenia. Para examinar se uma dieta cetogênica pode ser implementada como terapia antidepressiva, 20 ratos Wistar receberam essa dieta e compararam com 20 ratos que receberam uma dieta padrão.⠀⠀⠀


Este estudo de 7 dias mostrou que os ratos em uma dieta cetogênica passaram menos tempo imóveis do que os ratos do grupo controle (Murphy, Likhodii, Nylen & Burnham, 2004).⠀⠀

⠀⠀

Isso mostra algumas evidências de potenciais efeitos antidepressivos. Durante este estudo, os pesquisadores também mediram os níveis de beta-hidroxibutirato, uma cetona que exerce efeitos antiinflamatórios. A neuroinflamação desempenha um papel crítico no desenvolvimento da depressão (Hashmi, Aftab, Mazhar, Umair & Butt, 2013; Yamanashi, Iwata, Kamiya, et al., 2017). ⠀⠀

⠀⠀

Apesar do fato de que atualmente há pouco ou nenhum relatório publicado indicando que o beta-hidroxibutirato produz efeitos semelhantes aos dos antidepressivos, um estudo mostrou que camundongos descendentes adultos que viviam em uma dieta cetogênica pré-natal eram menos sensíveis à ansiedade e à depressão (Sussman, Germann, Henkelman, 2015).⠀⠀

⠀⠀

Em outros estudos com ratos, verificou-se que esta cetona, juntamente com o acetoacetato, diminui a morte de neurônios e evita alterações negativas causadas pela excitotoxicidade do glutamato (Maalouf, Sullivan, Davis, et al. 2007).⠀⠀

MAIS TEXTOS