Câncer pancreático e tratamento metabólico




O câncer pancreático com metástase é uma doença muito grave e, na maioria das vezes, de tratamento paliativo para melhorar e manter a qualidade de vida dos pacientes. A qualidade de vida dos pacientes é muito importante nesse cenário difícil de tratar uma doença que é, muitas vezes, terminal.⠀

Nesse cenário, foi realizada uma pesquisa na Turquia em que 25 pacientes com câncer pancreático metastático foram submetidos a tratamento com quimioterapia e suporte metabólico. ⠀

O tratamento metabólico incluiu: insulinoterapia, dieta cetogênica, oxigenioterapia hiperbárica e hipertermia; já o tratamento quimioterápico consistiu em FOLFIRINOX (5-fluorouracil (FU), oxaliplatina e irinotecano) e/ou Gemcitabina.⠀

Os pacientes foram acompanhados por cerca de 20 meses e não apresentaram NENHUM efeito adverso relacionado a terapia metabólica. O resultado do tratamento em 3 meses mostrou:⠀

Resposta completa: 8 pacientes; ⠀

Resposta parcial: 15 pacientes; ⠀

Doença estável: 1 paciente; ⠀

Doença progressiva: 1 paciente.⠀

Por fim, os pacientes apresentaram uma média de 16 meses de sobrevivência, bem relevante dentro de um quadro tão grave e delicado. Cada novo mês de vida para esses pacientes pode significar muito e novas terapêuticas promissoras nos dão cada vez mais esperanças. Novos estudos são essenciais.⠀

MAIS TEXTOS