Avanço na conexão entre o açúcar e o câncer de pulmão.




A pesquisa é fundamental para fazer novas descobertas na saúde do pulmão. Na última década, vimos muitos novos avanços para entender o câncer de pulmão e como tratá-lo. O tratamento personalizado está avançando graças aos testes de biomarcadores e terapias direcionadas. Novos métodos que permitem uma detecção rápida aumentam a sobrevida de pacientes com alto risco. ⠀

Ainda, precisamos de mais pesquisa para derrotar a doença. Um estudo recente feito por pesquisadores da Associação Americana de Pulmão buscou estudar particularmente a conexão entre a glicose (açúcar) e o carcinoma de células escamosas, que é responsável por 25 a 30% de todos os diagnósticos de câncer de pulmão.⠀

O grupo descobriu que o açúcar serve como uma fonte de energia para esse tipo de câncer de pulmão, auxiliando no crescimento do tumor e na sua manutenção no corpo. ⠀

Os resultados, após uma investigação mais profunda, sugerem que o “vício” da célula cancerosa ao açúcar pode levar a estratégias para o tratamento do câncer. Uma dessas estratégias é interromper o processo de metabolismo do açúcar no corpo do paciente ou ainda interromper o consumo do açúcar por parte deste.⠀

A descoberta sugere que o alto nível de glicose no sangue pode desencadear efeitos negativos para a sobrevida e eficiência de possíveis terapias. Trabalhos futuros, segundo os pesquisadores, focarão em como as escolhas de estilos de vida como dietas e atividades físicas podem impactar positivamente o quadro dos pacientes e aumentar sua qualidade de vida.⠀

MAIS TEXTOS