Alcoolismo após bariátrica




A Cirurgia Bariátrica, quando bem indicada, apresenta grandes benefícios como melhorar parâmetros cardiovasculares e reverter quadros de obesidade e de diabetes tipo 2. Porém, estudos recentes vêm mostrando um alto índice de abuso de álcool entre pacientes que se submetem a cirurgia de redução de peso. 🥃 .


Os principais grupos de risco identificados para tal abuso foram: .


1. Pacientes jovens;


2. Pacientes de minorias raciais e étnicas;


3. Pacientes com histórico pessoal de abuso de álcool;


4. Pacientes que realizaram Bypass Gástrico Y de Roux (cirurgias desabsortivas). .


Com isso, foi realizado o estudo: “Uso de álcool entre pacientes jovens e de etnias diversas submetidos à cirurgia bariátrica”. A pesquisa avaliou a prevalência de abuso de álcool antes e após a cirurgia entre diversos pacientes durante 20 meses.

O estudo mostrou que 21% dos pacientes apresentavam história pessoal de abuso de álcool e 4,2% desenvolveu o abuso após a cirurgia. Em 30 dias após a cirurgia, 14,5% dos pacientes relataram consumo excessivo de álcool (4 a 6 bebidas numa só ocasião) e 42% disseram beber até intoxicação. O principal fator de risco identificado para o maior uso de álcool após a cirurgia foi o histórico prévio. Porém, mesmo sem histórico prévio, alguns pacientes aumentaram MUITO o consumo de álcool. .


MINHA OPINIÃO: antes de pensar em fazer uma cirurgia mutilante em você mesmo, trate sua compulsão. Eu sugiro terapia cognitivo-comportamental com um profissional experiente. Você pode simplesmente trocar a compulsão por comida pela compulsão por álcool. Existem estratégias que você ainda não tentou, como a low carb, cetogênica, jejum intermitente?

Estudos mostram que 50% das pessoas submetidas à bariátrica engordam tudo de novo após 10 anos. Não adianta cortar um pedaço do estômago e criar uma doença disabsortiva em você sem antes tentar pelo menos tratar a cabeça e o coração (emoções). 😤

MAIS TEXTOS