Adoçantes quebram o jejum?




Respondendo uma das perguntas mais frequentes de vocês! ⠀

Se vocês tiverem mais dúvidas sobre #jejum, escrevam nos comentários. 👇⠀

Durante o jejum intermitente, o consumo de algumas #bebidas sem calorias, como #chás e #café, é permitido e pode ter benefícios. Isso acontece justamente porque tais alimentos não fornecem, ao corpo, nutrientes capazes de gerar energia, ou seja, NÃO ALTERAM o estado metabólico proporcionado pelo jejum.⠀

E é aí que entra a pergunta: “Enquanto eu estiver em jejum, posso consumir adoçantes não calóricos com o chá ou café?”. A resposta pra essa pergunta não é muito simples porque as evidências científicas que temos ainda são inconclusivas ou escassas.⠀

A maior parte dos #adoçantes artificiais não calóricos (aspartame, sacarina, acesulfame-K, ciclamato, sucralose) são capazes de estimular a secreção de insulina pelo pâncreas, embora a liberação de insulina não seja de grande magnitude. O stévia, que é um adoçante natural, também estimula a secreção de insulina ao ser ingerido.⠀

Devido ao fato de que boa parte dos benefícios provenientes do jejum intermitente provavelmente seja decorrente dos reduzidos níveis de insulina circulante, aumentar a concentração desse hormônio no sangue pode, potencialmente, significar que parte desses benefícios não será obtida.⠀

Porém, ainda não existem estudos que tenham testado diretamente a hipótese de que o leve aumento na secreção de insulina, pelo consumo de adoçantes (artificiais ou não), poderia “atrapalhar” os benefícios proporcionados pelo jejum intermitente. ⠀

Testar de forma individual pode sempre ser uma alternativa para descobrir se, pelo menos em você, determinada estratégia funciona ou não. ⠀

De qualquer maneira, se acostumar com o sabor natural do café ou dos chás é, na verdade, uma opção ainda melhor, principalmente porque o consumo de aditivos artificiais — como a maior parte dos adoçantes — sempre terá o risco de ser prejudicial à saúde no médio ou longo prazo.⠀

MAIS TEXTOS