A dieta cetogênica pode afetar o apetite?




As cetonas (ex: ácido beta-hidroxibutírico e acetoacetato) são elevadas durantes longos períodos de jejum ou durantes dietas cetogênicas. Acredita-se que a dieta cetogênica promove perda de peso, não só pela reduzida ingestão de carboidratos, mas também por proporcionar redução de apetite.⠀

Na tentativa de explicar melhor tal efeito, foi realizada uma pesquisa no Reino Unido que analisou o efeito de cetonas exógenas no apetite. O uso apenas da substância exógena evita o viés da influência de outros alimentos na análise.⠀

Assim, 1 grupo de 15 pessoas com peso normal consumiu 2kcal/kg de cetonas após uma noite de jejum enquanto o outro grupo consumiu a mesma quantidade de glicose.⠀

Quando comparados, o grupo que utilizou cetonas teve níveis MENORES por mais tempo de:⠀

· Insulina;⠀

· Grelina (hormônio do apetite).⠀

Além disso, tal grupo apresentou relato de menor sensação de fome e desejo de se alimentar até 1,5 horas depois da ingestão da substância.⠀

Como não há alterações significativas de outros parâmetros comparativos, conclui-se que a menor quantidade de liberação de grelina com a presença de cetonas seja o principal motivo para a redução do apetite em dietas cetogênicas.⠀

No entanto, para avaliar melhor o efeito crônico da dieta cetogênica no apetite ainda são necessários maiores estudos. Porém, a realização da dieta cetogênica é comprovadamente eficaz para a redução do peso, independente do efeito crônico que as cetonas proporcionam!

MAIS TEXTOS