Dieta Cetogênica E Enxaqueca

Olá, querido leitor e leitora do blog da Dra. Janaina Koenen.

Aqui quem fala é o Guilherme e o Roney, do site Senhor Tanquinho.

Estamos aqui para apresentar um trecho da excelente entrevista que a Dra. Janaina concedeu para nós.

Neste trecho, a Janaina fala sobre enxaqueca — e o que fazer a respeito.

Veja abaixo a resposta da Janaína sobre este tema — e preste muito atenção, porque ela mesma já sofreu muito com crises de enxaqueca.

A enxaqueca acomete muitas pessoas, eu não sei exatamente os números, mas é muito frequente as pessoas se queixarem — mulheres, principalmente, no período pré-menstrual.

É uma dor vascular, é um espasmo arterial.

As artérias se apertam e soltam, e aí vem uma dor.

É por isso que a dipirona e o paracetamol (que são os analgésicos comuns) não têm uma ação muito boa nesse tipo de enxaqueca.

Sendo assim, nós usamos drogas específicas. Eu sei que aqui não é para falar de drogas para enxaqueca, mas é importante destacar que os tratamentos são diferentes.

Tem pessoas que pioram muito na fase pré-menstrual e tem pessoas que têm enxaqueca direto, independentemente da menstruação.

É uma dor de cabeça muito forte, geralmente. Para quem não sabe exatamente o que é, é uma dor que pulsa.

Ela fica latejando, geralmente na têmpora (que é na região entre a orelha e os olhos, aqui do lado da cabeça), e tende a acontecer de um lado só.

A pessoa pode ter uma aura antes, na qual a pessoa enxerga umas luzinhas, que são tipo uns vagalumes, que nós chamamos de escotomas.

Ou ela pode sentir um cheiro ruim. Ou a luz pode incomodar muito e pode dar uma náusea, um enjoo. Isso chama aura.

Geralmente, em quem tem enxaqueca com auras, as enxaquecas são mais graves.

Então a pessoa já sabe que vai ter a dor.

Então tem que tomar o remédio na hora da aura. Não é para esperar a dor vir.

Nunca sem ir no médico, tá, gente?

Então se você está se identificando com a descrição, e pensando: “Eu tenho isso!”... vá ao Neurologista, e faça o diagnóstico direitinho. Vale a pena ir.

Quem tem enxaqueca com aura não pode tomar anticoncepcional oral porque aumenta o risco de AVC. Eu já vi casos.

Realmente é muito perigoso, então, se você é mulher e tem enxaqueca com aura, vai no seu Ginecologista, vai trocar; põe o DIU, ou usa outra pílula, se for o caso.

Voltando à enxaqueca, nessa hora é que vem a dor. E essa dor não passa por nada no mundo.

A pessoa vai ficar em um quarto escuro.

A luz incomoda, o barulho incomoda, a pessoa tem enjoo, tem pessoas que vomitam e, dependendo do grau, o remédio oral não adianta.

Então isso é enxaqueca.