É mais difícil emagrecer no inverno?




As gorduras que devem ser evitadas pelos pacientes diabéticos – e por todas as pessoas – são as trans e as gorduras vegetais ricas em Ômega 6, uma gordura pró-inflamatória (que aumenta inflamação). As gorduras trans são formadas durante o processo de hidrogenação industrial dos óleos vegetais líquidos para que fiquem em estado sólido à temperatura ambiente, melhorando a consistência dos alimentos, a fim de ter maior vida útil nas prateleiras.

Porém, esse tipo de gordura está associado ao aumento de risco de infarto e acidente vascular cerebral. Alguns alimentos ricos em gorduras trans são: batata congelada para fritar, sorvetes, salgadinhos (chips), donuts, margarinas sólidas e cremosas, cremes vegetais, massas industrializadas para bolos e tortas, cookies e biscoitos recheados e/ou amanteigados e pipoca de micro-ondas.

As gorduras vegetais ricas em ômega 6 são os óleos de milho, girassol, canola e soja. Prefira o azeite de oliva extra-virgem, o óleo de linhaça e de abacate, ricos em gorduras boas e que têm ação anti-inflamatória.

Se o diabético reduzir os carboidratos, principalmente as farinhas refinadas (trigo, milho), tubérculos (como as batatas, a mandioca), bebidas açucaradas, sucos de caixinha e doces e ingerir mais gorduras boas, o controle do diabetes chegará com certeza! Nunca faça dieta sem a orientação de bons nutricionista e endocrinologista, especialmente se você usa medicações para o diabetes. Nesse caso, um médico endocrinologista é essencial, para o ajuste das medicações e avaliação de seus exames e adequação à dieta.

MAIS TEXTOS